betfair

Potencia UP, um programa pioneiro de venture capital afirmativo

Fellowship Potencia UP é um conjunto de benefícios, como aulas de inglês, workshops e mentorias personalizadas, para startups de impacto social

Blog

image

Blog

Blog do EmpreendedorFique por dentro do cotidiano da pequena empresa como você nunca viu antes.

PUBLICIDADE

PorMaure Pessanha
2min de leitura

Para encontrar boas oportunidades de investimento e contribuir com o desenvolvimento de empreendedores diversos e de grupos minorizados ­no ecossistema de startups– mulheres, pessoas negras, comunidade LGBTQIAP+, pessoas com deficiência, 60+ e moradores de periferias brasileiras­ –, a Potencia Ventures criou, em 2022, um programa de bolsas afirmativo para startups com foco na diversidade.

OFellowshipPotencia UP consiste em um conjunto de benefícios como aulas de inglês, workshops e mentorias personalizadas disponíveis por 12 meses para um grupo seleto de 20 startupsde impacto social nos setores de educação e empregabilidade, que são temáticas-foco da tese de investimento desse grupo global pioneiro em investimento de impacto. Além do acompanhamento mais alongado, os empreendedores têm acesso a rodas de conversa com experts e possibilidade de acessar capital-semente, com cheques a partir de US$ 100 mil.

Kelly Michel, fundadora da Potencia Ventures e da Artemisia Foto:Divulgação/Camila Pastorelli

Em conversa com Kelly Michel, fundadora da Potencia Ventures e da Artemisia, ela conta que o portfólio de 26 startupsconstruído desde 2017 tem uma representatividade de mulheres e pessoas negras maior que a média da indústria de venture capital, porém ainda não reflete a demografia de países investidos. “Sempre tivemos interesse em apoiar empreendedores de impacto diversos e recentemente entendemos que faria sentido testar um modelo mais intencional e afirmativo para nosso funil de seleção de investimento”, afirma Kelly.

Em 14 de novembro, a Potencia Ventures realizou, em São Paulo, o Potencia Day – evento dedicado a promover e celebrar a comunidade de startups com impacto em educação e empregabilidade. Na ocasião, fundadores das investidas Letrus, Taqe e DIO compartilharam desafios de empreender com retorno e impacto social em um painel mediado por Kelly, CEO da Potencia. Dez das startupsselecionadas para o Potencia UP apresentaram seus pitches: Ise Tool, FazGame, Kiddle Pass, UpMat, Barkus, Prol Educa, B2Mamy, Trampay, Diversidade.io e Troca.

O ineditismo do Potencia UP também reside no fato de não ser um programa focado em apenas um marcador social, já que a diversidade se expressa em diversos âmbitos. Gênero e raça são os principais marcadores representados, com 100% da turma com pelo menos uma mulher cofundadora e 75% com pelo menos uma pessoa preta ou parda como cofundadora. A comunidade LGBTQIAP+ é parte de 50% dos times fundadores; pessoas de periferia representam 40%; e PCD são 15% da turma.

Na visão de Itali Collini, diretora da Potencia Ventures no Brasil, a indústria de venture capital precisa se desenvolver no quesito de aproximação e apoio a empreendedores diversos. “O talento está em todos os lugares, mas as oportunidades não, e elas também podem ser tolhidas por vieses inconscientes dos próprios investidores. O desafio foi criar um programa de ação afirmativa para encontrar bons empreendedores diversos dentro da nossa tese de investimento, e neste sentido focamos em estudar alguns hiatos de acesso, testar benefícios específicos e criar um espaço seguro e humanizado para as trocas realmente acontecerem”, finaliza.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do betfair.

betfair Mapa do site