5abet

PUBLICIDADE

PM é baleado quando voltava para casa em Guarulhos; SP tem alta de violência contra policiais

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Estado, diligências estão em andamento para identificar e prender os envolvidos no crime

Foto do author Renata Okumura
PorRenata Okumura

Umpolicial militar, de 37 anos, foi baleado na madrugada de domingo , 11, em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. A ocorrência foi registrada na Avenida Bartolomeu de Carlos, no bairro Picanço. Ninguém foi preso até o momento. Conforme a Secretaria da Segurança Pública do Estado, são feitas buscas para identificar e prender os envolvidos.

Conforme a investigação, policiais militares foram acionados para atender a ocorrência e apuraram que a vítima voltava do trabalho em sua motocicleta, quando o garupa de uma moto disparou contra o policial, que foi encaminhado ao Hospital Geral da cidade. O quadro de saúde dele é estável.

O local foi periciado e o caso registrado como homicídio tentado no 1º DP de Guarulhos.

Um policial militar, de 37 anos, foi baleado na madrugada de domingo , 11, em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. O caso foi registrado no 1º DP da cidade. Foto:Reprodução/Google Street View

Alvos de ocorrências violentas

PUBLICIDADE

Entre 4 e 7 de fevereiro deste ano, policiais foram alvos de ao menos sete ocorrências violentas na cidade de São Paulo, região metropolitana e litoral. No dia 6, um policial civil do Departamento de Entorpecentes (Denarc) morreu após ser baleado durante assalto na Pompeia, zona oeste da capital paulista.

A alta da violência no litoral fez a Secretaria da Segurança transferir seu gabinete para Santos. Na região, houve pelo menos três policiais assassinados e a Operação Verão, que aumentou o policiamento ostensivo, deixou pelo menos 18 mortos - parte deles não tinha envolvimento com o crime, segundo parentes. A pasta estadual diz investigar os casos.

Nossa família está dilacerada e ninguém liga”, disse o policial civil Antônio Marcos Cosmo, de 52 anos, pai do soldado da Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota),Samuel Wesley Cosmo, de 35, assassinado em Santos no dia 2. Ele é pai também do PM Kennedy Willian Cosmo, morto em serviço por bandidos em abril de 2018.

Ao comentar os assassinatos de agentes ao longo do último mês, a Secretaria da Segurança afirmou ainda não ver uma tendência e diz que atua para reprimir a criminalidade./COM CAIO POSSATTI E JOSÉ MARIA TOMAZELA

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do 5abet.

5abet Mapa do site